Relógio


Últimos assuntos
Quest - Esquecendo OQua Ago 01, 2018 2:24 pmKayn
RP - Contando PalitosTer Jul 31, 2018 1:42 pmYue Yang
RP - Apenas por AiSeg Jul 30, 2018 7:24 amSparkle
Campo de Treino - PashSeg Jul 30, 2018 7:07 amSparkle
Salão de AberturaDom Jul 29, 2018 8:01 pmSparkle
Parque da VilaSex Jul 27, 2018 2:17 pmKuni
Resultado: Teste GeninQui Jul 26, 2018 10:38 pmSparkle
Aula 5: ClonagemQui Jul 26, 2018 6:31 pmPash
Bosque Qui Jul 26, 2018 4:00 pmSparkle

Ir em baixo
Sparkle
Narrador
Narrador
Ver perfil do usuáriohttp://neo-history.forumeiros.com

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Aula 1: Névoa Sangrenta

em Qua Abr 04, 2018 6:05 pm

Os inscritos da Academia Ninja da névoa tiveram seus motivos para o fazerem, independente de qual seja, por egoísmo ou um sonho, eles estavam todos presentes, os novatos participando da primeira aula encarariam uma enorme sala de luminosidade controlada.

Todos enfileirados em quatro filas, observavam uma mulher adulta iluminada por um único ponto de luz superior -Meu nome é Ayako, eu serei sua instrutora a partir de hoje!- Quase gritava, deixando clara sua seriedade e imponência em sala de aula.

Neste instante, outra fonte de luz iluminava uma espécie de quadro negro com uma dezena de textos e informações -No passado nós eramos conhecidos como a Névoa Sangrenta, mas hoje e nessa nova geração, vocês são só um bando de maricas! Eu vou mudar isso, leiam atentamente!- Os textos eram resumos e fórmulas complexas da técnica de ocultar e dissipar o fluxo de Chakra!

-Aqueles que não conseguirem dominar esta técnica até o tempo limite serão automaticamente reprovados no teste da Academia Ninja!!- Após o dizer, as luzes se apagavam e os jovens aspirantes eram deixados com as pressas de realizar uma técnica de ultima hora.

Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Code:

Código:
[u]Dissipação de Chakra[/u]
[img]https://i.imgur.com/Pb78rDs.png[/img]
[b]Dificuldade:[/b] D
[b]Efeito: [/b]Técnica de Ocultação de Chakra
[b]Descrição: [/b]Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.

Noctis
Nukenin
Nukenin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue199/200Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (199/200)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue299/300Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (299/300)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Seg Abr 09, 2018 10:24 am
Estava ali para minha própria capacitação, logo, vontade própria. Já fazia tempo que não voltava para minha terra natal, então toda e qualquer preparação era bem-vinda, afinal, não sabia que tipos de aventura iria encontrar no caminho para casa.

A primeira aula na academia ninja, era empolgante saber que depois de tanto tempo as aulas foram abertas novamente, não fazia ideia dos interesses dos responsáveis do vilarejo com isso ou que possíveis ameaças haviam surgidos para motivar a abertura de classe, mas isso me motivava a participar de tais aulas para cumprir meu breve objetivo.

Uma professora durona, tinha em sua voz estampada a literal face da seriedade e do desprezo para com as novas gerações, afinal, os tempos são outros!

Jogos de luzes são feitos enquanto explicações e críticas a geração eram dadas, tentava fazer anotações mentais daquilo, não tinha nenhum objeto de anotações e um lápis ou pincel para registrar aquelas informações, então estava sendo obrigado a treinar meu controle emocional a partir dali para poder registrar aquele momento o melhor possível. Tentando criar emoções forçadas para aquele momento como por exemplo medo da atual professora, para que aquilo de alguma forma ficasse marcado em minha falha memória humana.

Em seguida, após algum longo tempo de anotações visuais, a voz da professora era ouvida por uma última vez alertando a reprovação imediata para aqueles que não conseguissem lidar com a primeira aula e logo em seguida as luzes iam se apagando, privando todos os presentes de enxergar qualquer informação extra sobre a técnicas, obrigando-nos a realizá-la para poder seguir adiante.

Falhar não era uma opção, precisava realizar aquela técnica básica para poder ter a oportunidade de aprender algo a partir dali. Tentando utilizar de minhas informações obtidas, começava a pensar numa estratégia a base de tais, provavelmente naquela situação estaríamos sendo observados por algum tipo de sensor, seja uma ferramenta ou algum ninja. Então para criar uma situação onde eu esteja no domínio daquela situação eu deveria achar uma forma de chamar atenção de tal avaliador antes de começar a utilização da técnica.

Tendo isso em mente, me mantinha quieto e concentrado em meu objetivo, forçava minha energia espiritual tornar-se agitada e chamativa, para que a atenção fosse voltada para mim, demonstrando ter uma grande quantidade de chakra e exposto, assim, seria mais fácil de criar uma impressão de dissipação. Com minha energia evidente no ambiente, acalmaria meu chakra e obrigaria meu fluxo interno a tornar-se mais calmo, ia suprimindo a energia ainda restante por todo meu corpo, espalhando-a igualmente por ele, fazendo com quê o recurso que estava em abundância fosse desaparecendo, como uma ilusão de ótica, mas ainda manteria meu chakra presente em meu corpo, só que duma maneira mínima e controlada. Assim, conseguindo executar a estratégia e também realizar a tarefa de aprender a técnica para poder seguir adiante.

Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Lyan
Kiri: Genin
Kiri: Genin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue0/240Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (0/240)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue0/600Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (0/600)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Ter Abr 10, 2018 11:22 am
Já havia feito 3 dias que eu tinha saído de minha casa, eu tinha de me tornar um ninja caminhando pela vila, escuto dois homens conversando sobre a novas vagas que estavam abertas para academia ninja, porem os dois se afastam de mim, resolvo segui-los para escutar a conversa, me ocultando em grupos de pessoas ali presente e sigo escutando a conversa, os homens diziam algo de que iriam escrever o nome de seus filhos e bla bla bla nada de importante, porem um dos homens diz algo que realmente me é valioso:
-Para fazer a matricula basta ir ate o grande castelo da vila, la e a academia ninja, para entrar devera passar em um teste deixe seu filho ciente disso.
Pronto eu tinha tudo que precisava, procuro por um lugar alto para procurar o tal castelo, subo em sima de um banco e olho ao horizonte, noto a presença de dois castelos porem um era sofisticado de mais para ser a academia então me restava a segunda opção, sigo meu caminho em direção a essa construção, não tarda muito eu chego nos portões e sou parado por dois guardar que me perguntam meu nome e sobre nome e endereço, apos isso minha passagem é permitida, adentrando o castelo tinha um segundo homem sentado em uma mesa com uma placa escrito "matriculas" me aproximo da mesmo, o homem então cole minhas impressões digitais, meu nome e me da um papel escrito um numero e diz:
-Bem vindo a academia Jovem Hoshigake, aqui esta a sua sala da primeira aula.
sigo em frente procurando pelo numero que estava no papel em uma porta, não tarda muito para eu encontra uma porta aberta com o mesmo numero que o do meu papel, adentro e começo a absorver o que estava ali, era uma sala com 4 filheiras de carteiras com alguns alunos já la dentro, uma mulher não tão velha de cabelos negro e vestes com detalhes vermelhos a encarar cada aluno que entra, meio sem jeito de ser olhado de julgado de cima a baixo corro para um lugar vazio e espero o inicio da aula que não tarda muito, a mulher começa a falar em um tom rude firme e alto praticamente gritando, ela se apresente e explica seus objetivos com a classe, seguido disso uma luz mostra-se a iluminar o quadro negro, la haviam anotações de uma técnica relacionada a mascarar o fluxo de chakra para não ser detectado, embora complexo de se intender seu efeito a técnica não aparentava ser tão difícil assim, a professora então nos deixa sozinho dizendo que temos que fazer aquela técnica em tão pouco tempo, essa noticia deixa praticamente 90% da sala assutada porem havia aquele 10% que se mantiveram calmo, eu estava presente nestes 10%, analiso afundo as instruções da  técnica, depois de muito tempo me aproximo do fundo da sala para tentar a execução da mesma, minha ideia seria força a produção de chakra ao máximo de forma que o chakra se agite dentro de mim, vibrando em uma frequência diferente de qualquer outra, sendo assim na minha teoria isso tornaria meu chakra detectável em quanto eu me concentrar-se para manter o chakra vibrando em uma sintonia própria.
 Era fácil falar então estava na hora de fazer, levo minhas mãos afrente de meu rosto formando o selo de bode para concentrar-me com meu chakra, uma vez concentrado agito meu chakra em uma contaste rotação para a direita, em seguida, faço uma segunda camada de chakra agitar-se para esquerda criando dois sentidos de movimentação da energia espiritual, apos chegar a esse ponto, eu tento agitar o chakra mesclando as duas rotações sem parar de rodar criando uma especie área concentrada de chakra dentro de mim seguido disso disperso, a rotação agitando para direita e esquerda em quanto o chakra inda rodopiava devido o ultimo movimento, criando uma vibração própria do chakra tentando assim dissipar a minha produção de chakra mantando ela oculta em quanto eu me concentra     

Jutsu:
Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Baam
Kiri: Genin
Kiri: Genin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue160/160Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (160/160)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue150/150Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (150/150)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Qua Abr 11, 2018 3:44 pm
Ao analisar a sala, vejo outros estudantes assim como eu. Penso sobre o motivo que os fizeram estar presentes aqui e agora. Penso se algum deles teve que passar por algo parecido pelo que eu passei. Queria poder conhecer e me tornar um colega deles, mas esse não é o melhor momento para fazer amizades. Tenho que me focar na aula para adquirir mais habilidades e me tornar melhor. Talvez assim eu encontre paz comigo mesmo.

A sala é bem iluminada. Isso me incomoda bastante. Não estou acostumado com lugares assim, sendo que passo a maior parte do meu tempo em lugares isolados e escuros. Só o fato deu estar aqui é como se fosse um desafio. Toda essa situação é um confronto para mim: um lugar desagradável com pessoas das quais eu não conheço e uma professora rígida, que aparenta ser difícil de agradar. Mas isso não afeta meu humor. Apesar da situação se apresentar de forma hostil, minha calma é inabalada. Minha postura, que fora adquirida através da voz que falara comigo no tanque, é perfeita.

A professora, ainda com sua postura agressiva e autoritária, nos diz seu nome: Ayako. Ela nos explica o que deve ser feito e as consequências que acarretariam caso não aprendamos a técnica que é apresentado na lousa através de complexas formas. Apesar de tudo, de toda a conjunção de fatos que formam esse momento, o teste parece ser fácil, ao menos para mim. Tenho que manter imperceptível. Apenas.

Com a deixa da professora, eu analiso as informações do quadro negro com grande interesse. Mentalizo o que deve ser feito antes de fazer, assim posso ter certeza de que não falharei no teste.

A técnica é simples: tenho que manter meu fluxo de chakra baixo, de forma que seja imperceptível para qualquer outra pessoa que tente me rastrear de alguma forma. Me mantenho calmo e quieto por alguns segundos e lentamente começo a dissipar meu chakra.

Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Yahiko
Kiri: Genin
Kiri: Genin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue200/200Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (200/200)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue330/330Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (330/330)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Qua Abr 11, 2018 8:27 pm
   Havia se passado um tempo apósYahiko ter saido do patio de Kiri a qual estava a pensar e a meditar encarando seus dramas, medos, lamúrias tristezas, medos, mas Yahiko se dirigia a academia e vendo deslumbrante prédio ele adentra a construção e em uma sala com informações pergunta onde estão as salas dos cursos e logo após obter sua informação o jovem aspirante a ninja se gue a uma sala e nela ele se senta na ultima carteira da quarta fileira , no caso a que estava o fundo da classe e lá observou as palavras e ações da Instrutora Ayako, Por sua fala forte cheia de poder e controle poderia julgar que ela era de um um Rank muito elevado e suas habilidades de batalhas seriam incríveis, com tudo suas palavras de deboche e ofensa poderiam afetar certos aprendizes e aspirantes. Mas em seu caso era difícil, pois seu pai era cruel e rígido baseado a treinos e a formação mental.
Mas algo interessante era mostrado pela Sensei Ayako, ela mostrou por inscrições no quadro negro uma técnica de dissipar o chakra, realmente em vários dos testes e treinos que Yahiko teve, este nunca havia aprendido tal habilidade, observara que a sensei Ayako dava pouco tempo, onde alguns ficavam de certo modo desesperados e com o desespero vinha o desleixo, apenas manteve a sua plena calma e esvaziou sua mente.
Yahiko, vinha a esvaziar sua mente, pois teria de tirar os pensamentos que tinha sobre sua irmã Kyra sobre seu pai e seus irmãos, assim controlaria sua respiração no modo de controle de chakra, aonde ele usaria as redes de chakra em pontos de Tenketsu e nos pontos principais onde são os sete pontos chakrais, nestes pontos yahiko fazia um gradativo esforço para que o chakra para-se de circular e conforme mantinha concentração, ele também manipulava sua respiração, pois nela Yahiko tirava o ponto chamado foco além deste o ponto que o permitia a controlar o chakra era sua calmaria.
Yahiko, vem a diminuir a sua forma de respiração onde ele vinha a inverter a forma de respirar, pois agora estava a respirar por sua boca e a soltar o ar por suas narinas era um exercício que seria fútil, mas para ele seria de certa forma útil, pois era com a respiração que aprendeu a dominar o chakra e com a respiração iria aprender a dissipar o chakra .
Yahiko estava em seu processo de recolocação espiritual, onde de vez fazer seu chakra a fluir ele o fazia sumir a dissipar-se, era um treinamento chato a se fazer pois estava por requerer uma grande concentração e um bom senso da parte de yahiko, ele respirava por sua boca e soltava lentamente pelas narinas seu chakra vinha a se esvair de seu corpo, seus olhos serenos vinham a se fechar e em seu sub consciente o escuro era formado ali, pois a falta de chakra lhe tirava a cor, e com o seu chakra ele estava em um lugar totalmente branco  de fato isso era uma importante descoberta, pois teria de se concentrar gradativamente para suprimir o seu poder o seu chakra, estava de fato levando a sério esta situação, Yahiko se via em uma total escuridão em seu sub consciente, Teria este conseguido ...

Após a efetuação deste primeiro teste Yahiko abre seus olhos e apenas observa que a Sensei Ayako estava por escrever algo em uma planilha, sendo ela uma ninja de Elite ela saberia se realmente o chakra de seu corpo fora mesmo disperso ou não, De toda a forma yahiko se levantou e com seu olhar tranquilho reverenciou a mesma e seguiu para fora da sala a qual este estava.

Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Takeshi
Kiri: Genin
Kiri: Genin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue100/100Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (100/100)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue160/160Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (160/160)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Qua Abr 11, 2018 8:52 pm
Estava frio, o sopro do vento gelava minhas canelas, passava algumas horas a caminhar por uma estrada, não sabia o rumo certo que seguia, porém não estava sozinho, e acompanhando esse seguia até a Academia Ninja, não era um dos meus focos, mal sabia que instituições como essas existiam, mal sabia que sabia a palavra instituição, mas todo cuidado com aqueles tipos de pessoas seria pouco, era eu um escravo de nobres, um "filho bastardo", carregava um fardo, mesmo que pequeno, sentia em meu sangue o peso que levava adiante, e a cada passo optava por me acostumar, levar todo o sentimento e exaustão para outro lugar, pensando em apenas seguir em frente, sem razão ou motivo fixo, apenas seguir, de acordo com minha vontade, e agora não seria diferente, apenas mais um obstáculo.

A sala estava cheia, era estranho ver tanta gente junta, me incomodava, ficava a prestar atenção em todos que me rodeava, não por desconfiança, mas pela natureza humana, minha e deles, tudo o que viveria até hoje não passaria despercebido, e o epicentro de tudo, seria a lei do mais forte, naquela sala não era diferente, os que se intitulavam senseis, teriam ranks elevados, em demonstração de seu poder ou respeito, quem sabe? Mas de todo modo, seria estranho e defeituoso aquele sistema, pediam resultados exatos, embora com uma mínima explicação, todos deveriam se consagrar fortes e vencedores, os melhores eram elogiados e bajulados, onde ganhavam um cobiçado titulo, para então ser forçado a trabalhar para um manda chuva, era estranho, um pouco cômico, talvez, porém veria nisso uma chance de liberdade, e a agarraria sem precendentes.

Ayako, sua voz estridente corrompia toda sala, atingindo cada um daqueles presentes, era sucinta em suas palavras, onde comoveria todos em um instante, sua explicação, como já previsto, era rápida, pedindo apenas um objetivo no final de sua explicação, o aprendizado definitivo da técnica em destaque, de relance passaria a decifrar as anotações do quadro negro, buscando o conhecer o básico sobre a mesma, enquanto lia, as últimas palavras da sensei chegaria ao seu fim, e então o escuro se fazia presente.

A primeiro momento, sentiria-me sufocado, estava exposto, seria eu um alvo naquele local, respirava rapidamente, aflito com o decorrer dos acontecimentos, e então por um breve segundo um lampejo iluminava minha cabeça, se passariam uns cinco minutos, uma eternidade até então, mas aquele seria o real sentido da aula, associava a névoa sangrenta com o intuito da professora, observando todo o seu decorrer, ao menos uma coisa perceberia de tudo aquilo, a escuridão e o silêncio muitas vezes age como aliado. Levava a mão ao rosto, limpando o suor que escorria, ainda estava um pouco aflito, passando a me acalmar aos poucos, passaria a respirar profundamente, reduzindo cada vez mais o bombeamento de ar em meus pulmões, voltando então a lembrar o que teria lido no quadro, concentrando, passaria a canalizar meu chakra interior, assim como a respiração, passaria a desenvolver seu ritmo, o desacelerando aos poucos, não teria pressa nesse momento, faria com que aquele momento fosse de aprendizado, apesar do objetivo passado, gostaria de sentir aquela sensação, como se estivesse no controle de meu corpo, como se estivesse presente naquele recinto, porém despercebido daqueles que me rodeiam.
Técnica usada:

Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dissipação de Chakra
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de ocultação de chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Aquaria
Kiri: Genin
Kiri: Genin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue200/200Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (200/200)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue360/360Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (360/360)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Qua Abr 11, 2018 11:40 pm

High Fashion  High Younger and High Bitch
登る
Existem  três coisas que não se devem falara ninguém, e Aquaria sabia disso, o dia estava  nublado  como todas as manhas da nevoa, tudo estava tão frio, até mesmo os olhos das pessoas  que passavam  ao redor,  caminhantes, é como os chamava  dentro de meu interior, caminhando em direção a costa onde ficava a academia ninja, antes de entrar no prédio  bati minhas sandálias  duas vezes para que  nenhum tipo de sujeira de fora do local adentra-se, sou o tipo de pessoa que normalmente não se preocupa com grandes  coisas, mas dou valor as pequenas de certa forma...

Ao chegar na aula, todos  pareciam muito , iguais , talvez com  propósitos diferentes, porem iguais  mantive minha postura, ao mesmo tempo  que minha postura mantinha respeito mostrava uma certa indiferença, ao me sentar estava me preparando para ouvir a aula,a jonnin impunha respeito  em todos os sentidos,em sua postura, em sua fala e até mesmo em seus trejeitos, sua roupa  e seus detalhes  colocavam sua personalidade a prova. Me senti como se estivesse em uma prancha e ela  fosse um capitão pirata pronta para jogar qualquer um vivo aos tubarões  famintos, apenas precisava dizer uma palavra. Por incrível que parece me mantive atenta a aula, Ela apontou uma das três coisas  que não se deve dizer a ninguém...Passado...Pelo menos não o verdadeiro passado, o passado nos deixa frágeis e inertes, mas nos deixa fortes quando não usamos  o verdadeiro passado. A técnica colocada na lousa, logo  virou o pesadelo de muitos quando o desafio foi proposto.

Quando comentou  do passado ela quis instigar-nos a sermos melhores que eles, para mostrarmos nossas memorabilidades, para ter alguém  para que a vila da nevoa possa erguer como troféu e mostra-lo as outras nações,para ser temido, pois é assim que o mundo ninja funciona, medo não é? O medo nos deixa de respiração afoita, nervos a flor da pele , sentimentos  bagunçados, incapazes de pensar e agir de forma coerente. A grande função deste exercício surpresa, é controlar o seu medo, seu anseio e principalmente  seu comportamento  em situações do tipo, e aquele que conseguir usar todo esse potencial  sera certamente uma peça importante no campo de batalha. Um exímio troféu.

Eu não estava apavorada, muito menos com medo de realizar a técnica surpresa, porem eu não queria ser um troféu, me mantive inerte em minhas emoções vendo os outros  realizando a  técnica, com meus olhos já acostumados com a escuridão, controlavam bem o chacra, respirações exatas, quase inexistentes, alguns até mesmo conseguiram resultados surpreendentes, extinguindo seu chacra  de forma que praticamente não era possível sua localização, eu não podia ficar para trás é claro, porem não gostaria de  ser o centro das atenções da sala  e muito menos da vila, limitei minha respiração a algo suave semelhante a respiração de quando se esta em sono profundo,usei o selo do Tigre, coloquei meu fluxo bem intenso  de começo  imaginando de certa forma uma pressão muito grande mantendo meu chacra estável em um único ponto e o liberando  com intensidade  liberando a assim  para que  se  extingui-se de forma natural alocando assim o chacra em  um fluxo continuo interno não liberalizável, dissipando assim sua presença o mantendo dentro  de seu interior, me mantenho em estado de transe. imaginando uma pressão muito grande na região de meu chacra Umbilical focando todo o meu chacra naquela região, suprimindo e reprimindo qualquer resquício de chacra, formando uma grande pressão na região umbilical
Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.

.

あなたは大丈夫ですか?- WHATEVER - 悪い男に行こう
[center]



Última edição por Aquaria em Ter Abr 24, 2018 2:46 am, editado 1 vez(es)
Ohori
Kiri: Estudante
Kiri: Estudante

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue100/100Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (100/100)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue100/100Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (100/100)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Aula 1: Névoa Sangrenta

em Qui Abr 12, 2018 12:37 pm
Já dentro de sala com alguns outros alunos, pensava qual seria o motivo deles para estar aqui?
Eu mesmo me respondia dizendo que seria melhor que todo e qualquer um que estava ali, pois meu motivo de buscar a vingança seria o mais forte dali. Estava empolgado pois minha primeira aula, pensando que aprenderia tudo e seria o melhor da sala, começa um jogo de luzes e aparece uma mulher, logo penso que ela não poderia ser a professora pois uma mulher não seria capaz de ensinar alguém, mas logo vejo que me enganei e que ela era a pessoa certa para nos ensinar, percebo isso pela expressão de desprezo pelos alunos que carregava no rosto. Ela diz com uma voz alta quase gritando oque tínhamos de fazer.
Na minha mente pensava que seria fácil, mas teria eu me enganado, pois já estava totalmente enrolado com as anotações mentais que tinha feito. Logo a professora desaparece, me alivio por alguns instantes mas uma forte luz ilumina um quadro cheio de anotações, números e fórmulas.
Já estavam todos tentando dissipar seu chakra, eu tento, sento no chão fecho os olhos, controlo meu chakra somente para ser usado em funções necessárias, lembro-me vagamente de minha mãe  cantando para min e consigo controlar meu fluxo de chakra.
Dissipação de Chakra

Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Elsa Von Snow
Kiri: Estudante
Kiri: Estudante

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue20/20Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (20/20)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue200/200Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (200/200)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Seg Abr 16, 2018 5:37 pm
❄ Uma Porta Abrir ❄


Folheando alguns catálogos que pegara na sacada de um casebre qualquer naquela ocupação pacata, a neve que caia de forma impiedosa cobria aquele terreno com uma espécie de grande cobertor branco, era seguida uma única trilha de solo lapidoso que dava rumo para todos os outros locais daquele lugar - onde muitas casas eram de madeira escura e desgastada pelas frias nevascas de inverno, os raios de luz atravessando as nuvens gélidas despejando faíscas azuladas que sutilmente iluminavam o caminho na ausência das tochas crepitantes do lado de fora das residências. Aquela fumaça que saia pelos arredores, o fumo que seguia uma trilha direta para o céu cruzando as mais densas nuvens e se perdendo nos confins esbranquiçados do próprio ar, era a fumaça que resultava da combustão de madeira e outros combustíveis nas lareiras dos Casarões até dos pequenos Chalés e outras pequenas Moradas. Nem todos consentiam com a ideia de permear os dias em descanso na cama ou dentro dos confortos domiciliares, muitos vendedores se aventuravam a abrir os negocias que, muitas vezes, estavam dentro do território de sua própria Moradia.

O povo daquela região costumava adquirir um apreço maior pelo frio, cousa que permitia o bom funcionamento das atividades industriais e rotineiras sem que fossem paralisadas pelo frio, era óbvio que casos incomuns aconteciam em grande precedência como os dias em que até mesmo as máquinas apresentavam um mau funcionamento pelo clima extremo de baixas impressionantes. Havia pouco tempo estado ali, era uma novidade a cada badalada que ressoavam por aquela mente curiosa, quando buscava por novidades ou passava a espionar do alto dos telhados aquela organização social perfeita e harmônica era capaz de descobrir muitas coisas que antes não compreendia. Roubava pequenos folhetins deixados às portas de residências ou livros velhos esquecidos em alguma sacada ou viela, sua preferência era por contos mitológicos e bravos escritos sobre guerra, mas o exercício da leitura apenas com os poucos papéis que encontrava espalhados pela Vila melhorava cada vez mais o conhecimento e intelecto da garota.

Assim como todos os outros, ela tinha seus próprios ideais, sonhos e ambições. Não era certo nem mesmo viável perguntar-se como chegara ali, em breves instantes estando enfileirada em conjunto com outros muitos que naquele local também conviviam. As idades batiam, os gêneros muito se diferenciavam, carregando espíritos próprios com forças e próprios valores. Elsa não esboçava o sorriso belo que sempre gostara de evidenciar a simpatia que tinha para com os outros assim como o apreço que tinha pela vida, estava com a face indiferente, focada mais do que nervosa, tinha um olhar que percorria todo o local de um modo único e geral, mas o foco estava completamente naquela outra figura que estava mais a frente demonstrando a imponência. As instruções eram dadas sem muito dar aos instruídos um conhecimento prévio ou chances para recomeço, era esperado de cada um que detivesse de algum tipo de experiência vinda de casa ou de eventos que antecedessem aquele momento, não era brincadeira aquele teste que viria a formar novas caras para a névoa sangrenta. Não era feito qualquer menção a brincadeiras ou desrespeito, levando a toda aquela situação como algo sério de modo que fosse esperado de qualquer um que estivesse disposto a ser aprovado. Como todos os outros dias, a garota trajava cores habituais, agora com um vestido de saia não muito longa – batia em seus tornozelos – sendo de uma cor branca e confeccionado com pequenos cristais azulados.

Ventos frios passavam uivando aos ouvidos da garota que pareciam sussurrar seu nome, abraçava a própria geada como parte de si, aquela brisa que batia em seu cenho tomava a atenção desta, não residia em desinteresse pela lição a ser aprendida, mas sim o contrário. Era comum olhar para os lados e poder perceber a presença de jovens precoces, tentavam buscar a perfeição e resultados convincentes de que aquilo era realmente uma provação árdua, mas a chave para o sucesso repentino talvez nunca fosse verdadeiramente e unicamente seu esforço e força de vontade, também estava além em ler e reler, conhecer e saber antes mesmo de aplicar a prática, não que palavras descritas e anotações pudesse proporcionar uma experiência ainda mais satisfatória, mas entender o que estava fazendo e buscando era a chave para todo e qualquer aprendizado. Elsa perdeu muito mais tempo na hora de interpretação do que os outros, compreendia passos e decifrava os textos que eram apresentados com exímio cuidado. Não muito tempo depois ela estava pronta para se manifestar, alimentando-se do mais puro sentimento de inocência e delicadeza na formação e execução da técnica. Era extremamente fácil suprimir a energia e deixá-la em uma quantidade que fosse perto ou completamente perfeita da total hibernação, mas poucos compreendiam o uso do fluxo em si e como os passos e uso de selos ampliavam o controle do usuário sobre seu chakra.

Os palmos eram unidos a frente do corpo de modo com que os dedos ficassem completamente alinhados, a inspiração e expiração sendo papéis fundamentais para que fosse encontrada uma perfeita sincronia do corpo para com o ambiente ao redor, Mente e Alma se conectando em um só ponto a partir do instante em que se destituía de seus sentidos para ter foco do próprio ser. Concentrando enquanto acalmava o coração e se destituía dos pensamentos que ecoavam à mente sempre exigindo a perfeição e que relembravam ensinamentos anteriores, o conhecimento era algo que se estabelecia dentro da mente, não era necessário estar a todo momento relembrando, o que você já aprendeu e já sabe agora fica gravado para que possa ser acessado sem necessidade de esforço. Agora com a mente conectada para com o corpo e desprendendo-se das estéticas que a prenderiam em métodos, buscava adotar o próprio modo de executar a técnica. O controle daquele energia que estava por compor toda a natureza em um conjunto de diferentes intensidades, o chakra, força vital de todo ser que por eventos milenares os humanos agora conseguiam manipular de modo a conseguir formar diferentes formas e maneiras de manifestá-lo, essa energia já muito bem conhecida pela garota que passava noites em claro para tentar compreender e obter um melhor movimento de seu fluxo, tinha uma facilidade grande para controlá-lo, não era errado dizer que chegava até mesmo a ser uma peculiaridade própria.

O Chakra era como o sangue que bombeava pelas veias e artérias, mas diferentes de órgãos materiais que se podia tocar e interromper com formas naturais, parar o fluxo de chakra era algo que exigia um grande esforço espiritual, o controle deste por si só já estava por requisitar uma grande dedicação de seu usuário. Com aquele selo de mão posicionado seria ainda mais fácil obter um controle mais imponente sobre o fluxo, parava-se aos poucos, era feita não uma força contrária ou uma pressão para que a circulação fosse interrompida de forma abrupta, pelo contrário, o esforço e dedicação eram essenciais para que aquele fluxo fosse interrompido sem causar sequelas. Assim como era difícil desviar as águas de um rio que corria forte, seria necessário algo mais eficiente do que força, conduzir todo aquele fluxo para um ponto e fazê-lo perder as forças pouco a pouco, alterando a própria velocidade ao invés de tentar inverter sua direção, toda aquela energia partia para um único ponto do fim das contas, lugar este onde todo o fluxo seria direcionado com calma e concentração para que então toda aquela energia fosse comprimida.
Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.

Khada Kvothe
Aldeão
Aldeão

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue60/60Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (60/60)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue100/100Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (100/100)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Sab Abr 21, 2018 1:30 am
Como sempre, estava belo. Claro, vestir-se para sua primeira ocasião é sempre importante, ainda mais para se tornar... como chamam mesmo?... Ninja. Sim, isso mesmo. Mas um pequeno desprezo com mistura de confusão passara em minha cabeça, ao ser informado que começaríamos nesta sala. Luminosa. Parece que os pré-conceitos que tive sobre eles estavam enganados. “Mortes nas sombras”, “Escuridão” e todos estes estereótipos. Pensava que poderiam ser mais dramáticos, mais monumentais. Entretanto, a luz focalizou em uma mulher.E que se abram as cortinas” Pensei, um pouco mais interessado naquela dramatização. “Uma mulher, forte, rígida. Que começo.” Mas de uma inspiração virou um pequeno desprezo ao ouvir sua voz. “Como um pássaro sem assas, esta mulher com aparência, mas com uma voz... detestável.”

Em seu ruído de falas, uma apresentação, uma curiosidade seguida de palavras pejorativas aos presentes e novamente um jogo de luz, que mostrava uma lousa negra, informando a técnica que deveria ser utilizada. Lendo um pouco, podia captar as informações na teoria. A parte difícil seria a prática.

Com isso, as luzes se apagaram, como um final de apresentação. Eu bateria palmas se não fosse totalmente insuficiente. Um breu fora instalado no local. Calmamente, sento ao chão em posição de lótus. Meu contato com minha energia interior fora praticamente nulo, apesar de aprender teorias básicas, como fixa-la em um ponto ou transcorre-la pelo corpo.

Em minha mente, deixo-a em branco, como uma mesa de marceneiro pronto para o trabalho. Concentro-me em minha imagem, em uma silhueta de meu corpo. Em uma respiração profunda, acalmo minhas batidas. Como uma ligação, minha respiração por minuto se torna mais tranquila. Como um copo preenchido com uma calma água, tento dissipar minha energia, tendo o objetivo de coloca-la por dentro de meu corpo, sem a transcender ou exala-la demais.

Meus dedos tocam uns aos outros, como um método de meu corpo estar totalmente conectado, como um rio perseguindo seu curso, deixo minha energia se tranquilizar o máximo possível.

Lembro-me de meus pontos possíveis de passagem deste tal chakra. Com controle sobre meu espírito, diminuo esta corrente, tentando o possível para deixa-la indetectável a presença.

Após minutos deste treinamento e aprendizado, prossigo para o meu próximo script.

Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Kyra
Kiri: Genin
Kiri: Genin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue33/120Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (33/120)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue179/210Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (179/210)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Dom Abr 22, 2018 8:52 pm

Usei Isso >.<:
Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.

Após muito tempo me perguntando o que era certo ou errado, acho que consegui criar meu próprio caminho, como andar numa estrada obscura, podendo ver apenas a ponta dos meus pés, sinto que uma via gélida se cristalizava no solo, seja minha intuição ou apenas acatando o mesmo destino de meu irmão, caminhei naquela tarde até a academia Ninja pronta para mudar o rumo de minha vida!

A professora se anunciava, seu nome era Ayako, ela era bem bonita, logo de cara nos amedrontava com uma possível reprovação caso não conseguíssemos demonstrar controle sobre o Chakra, o que era algo preocupante, quero dizer... É só para nos estimular não? Não posso reprovar tão rápido assim! Eu nunca fui uma boa usuária de energia, nunca pratiquei antes de vir para cá!

Pensamentos preocupantes enchiam minha mente de medo e insegurança, algo que me deixa nervosa nos primeiros minutos, o teste já havia começado e meus olhos se reviravam por toda a sala tentando ver algo ou alguém executando essa técnica, por todo esse tempo, estava mais preocupada em ver como os outros faziam do que eu mesma tentava fazer algo...

Eu nem sequer pude notar esse erro, observar os outros, no final das contas fazer isso só estava me tomando tempo, fecho os olhos, respiro fundo e começo a concentrar meu Chakra, sinto ele, ao menos acho que sim, a sensação era a mesma de forçar os músculos do abdômen só que sem aplicar força alguma, a sensação era como beber água também, eu só precisava manter a minha mente escura...

Com os olhos fechados, praticamente meditando, realizo o selo do Tigre, aos poucos que me aproximava do meu poder espiritual, sinto que não conseguiria suprimir a minha energia, era uma tarefa complicada, cada vez que tentava neutralizar meu proprio Chakra, sentia nauseas e um forte cansaço!

Tendo este risco em mente e o medo de reprovar na academia só consigo ter uma solução, ao realizar o selo do tigre, imagino que meu corpo possui uma corrente continua de energia, assim como usei o selo para sentir meu proprio chakra, o tomaria como ponto de foco, enviando todo o meu Chakra para um único ponto, o centro de meu torax, o reprimindo até ocupar menos que um centímetro, esperando que não notem...

═════════════════════════════

Aula 1: Névoa Sangrenta VUzJlem
Kuni
Kiri: Genin
Kiri: Genin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue200/200Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (200/200)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue210/210Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (210/210)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Sab Maio 12, 2018 12:40 am










Furtividade
Academia Ninja Manhã Atemporal

Academia ninja, o berço de todas as lendas, é até delirante de pensar no lendário Rikodou Sennin tendo que passar por isso, apesar de que ele não passou, já que não tinha meio que um professor para ensina-lo, mas é engraçado pensar na possibilidade. A ansiedade era sufocante, não dava para dormir tranquilamente, hoje começava a jornada que levou meu pai a morte, e eu estava a trilhar o mesmo caminho, como ele deve estar me olhando agora? Orgulhoso? Preocupado? Minha mãe irritada com minha decisão já havia me amaldiçoado algumas vezes, ela disse que eu ia ter o mesmo destino que meu pai... Eu não a culpo, mas não vai ser ela que vai me impedir de realizar meu sonho, apesar de querer tentar, chegava a sentir pena ao ve-la em frente a porta querendo me impedir de deixar a casa. - NÃO, EU NÃO VOU DEIXAR VOCÊ IR! EU JÁ PERDI O MEU MARIDO, SEU PAI MORREU POR SEGUIR ESSA VIDA E VOCÊ QUER SEGUIR O MESMO CAMINHO QUE ELE? NÃO! EU NÃO VOU ENTREGAR A MINHA ÚNICA FILHA A ESSE MUNDO COMO UM ANIMAL PARA O ABATE, NÃO DEIXAREI QUE TE TOMEM DE MIM!

Suspirava, era duro ver a minha mãe assim. - Sabe mãe, escolher esse caminho mesmo sabendo a maneira que eu a deixo pode até ser maldade da minha parte, mas eu não posso abdicar dos meus sonhos por eles não alegrarem a todos, e se esse sonho realmente me levar a morte, bem, pelo menos eu encontrarei meu pai e garanto que ele vai estar orgulhoso em saber que eu me esforcei para fazer dessa vila um lugar melhor. - Existem outras maneiras de tornar esse buraco frio um lugar melhor sem ter que morrer por isso, seu pai sabia disso! - Ele também sabia que não existia paz sem ter sangue envolvido, o que ele fez foi lutar para que esse sangue não fosse derramado por pessoas inocentes, também não estou feliz com a morte dele e sinto falta dele todos os dias em que acordo, mas garanto que ele preferia morrer assim do que ver pessoas como eu e a senhora que não tem nada a ver com o que ele fazia, ir no lugar dele.

Fora suficiente para fazê-la abaixar a cabeça e sair da frente da porta, o olhar da minha mãe é de quem perdia as esperanças na filha, mas nunca que eu ia me tornar alguém como ela e me acuar dentro de casa quando as coisas ficassem feias... Não mesmo. Chegando na academia era colocada numa fila onde ao lado dos demais estudantes éramos apresentados a um surto de um regime fechado onde a nossa instrutora era a ditadora na qual já demonstrava de cara quem é que mandava na p*rra toda. Maricas? Ata, talvez os outros, mas eu? Eu não, estou longe de ser como a minha mãe. Vamos lá, o que é necessário fazer... Ocultar o chakra? Inibir... De certo, furtividade é algo que precisa-se ser prezado, um ninja rastreador poderia acabar comigo mesmo antes da luta começar, então é melhor aprender mesmo isso.

Vamos lá, respire fundo Kuni, sinta o ar gélido tocar-lhe o rosto, inspire, expire, sinta o chakra passar pelas vias do seu corpo, cada fio de cabelo, os menores sons captados pelos ouvidos, feche os olhos, a visão engana muitas vezes, sinta pelas narinas o cheiro do ambiente, do instinto assassino daqueles que jazem e descansam em baixo de nós, você é uma cidadã de Kirigakure no sato, você possui esse instinto de assassino, nada desse mundo pode te deter, sinta esse gosto, o gosto satisfatório da certeza da futura grandeza e deixe isso conduzir os caminhos do seu chakra, saiba, você vai conseguir, você precisa conseguir, não pode tratar um erro como algo aceitável só porque é sua primeira vez tentando, se eu não acertar a primeira flecha, pode significar minha morte, e é assim que eu tenho que ser, não posso tolerar erros, tenho que me cobrar a perfeição e precisão! O fluxo circundava meu corpo, mas eu precisava que ele ao invés de fazer isso mais rápido, ficasse mais lento, gerando assim menos energia, calma, com calma, como se fosse dormir, ouça as batidas do coração, sinta o pulsar e sinta-se como parte do ambiente, invisível a olho nu, misture-se com a natureza torne-se parte dela, seja o vento, me encontrava naquele momento em um estado calmo meditativo, sentada de pernas cruzadas num canto da sala, respirando quase que nulamente, ritmo cardíaco lento e torcendo para o chakra estar quase imperceptível, se eu concentrar ele em apenas um único ponto ele vai se tornar um ponto de massa muito concentrada de chakra e para um rastreador vai ser como a luz de uma tocha, então através do corpo talvez ele ainda veja um tufo borrado de luz, torcia para ser o melhor jeito de fazer isso...

Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.

ME NARRATIVE OTHERS
Hayate
Kiri: Genin
Kiri: Genin

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue92/200Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (92/200)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue180/300Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (180/300)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Dom Jun 17, 2018 11:22 pm
Era um dia chuvoso, e no meio àquela minúscula tempestade, havia um garoto com os cabelos destacados de cor escarlate, o mesmo transparecia ansiedade e pressa, pois queria chegar na hora exata e não ter problemas. Mas claro, o que lhe afetaria mais do que isso seria ser a atenção na academia logo no primeiro dia de aula. Com passos largos o jovem chegava rapidamente, fitava os olhos de alguns alunos, e logo mudava seu campo de visão para o grande quadro que havia na frente de todos, menos de uma mulher. Ela parecia ter uma personalidade bem forte, o que não agradava muito ao garoto, e talvez essa era sua intenção. Assim que abria sua boca, todos os estudantes se impressionavam um pouco com sua voz alta e imponente, Hayate a observava com calma e atento, esperando ordens. Seu coração naquele momento acelerava de maneira gradativa, parecia que estaria a cada passo de uma tarefa complicada e vergonhosa de se realizar, porém uma coisa era certa: todos ali teriam que realizar-la.

A tarefa era realizar uma técnica básica de academia, como todos ali estavam ainda começando, deveria ser um desafio. O enrolar de seus cabelos sedosos entre seu dedo indicador era o que mantinha o garoto calmo naquele momento de euforia. Alguns já estavam tentando realizar a técnica, outros seguiam lendo para um melhor entendimento. E a única opção aceitável no momento seria aprovar. "Bom, ela comentou sobre o tempo limite, porém não disse quanto tempo temos, devo apressar-me. Mas antes lerei e relerei para fixar o conteúdo". As luzes se acabavam, o garoto havia lido o suficiente para estar seguro de si, teria que tentar para descobrir se tudo ocorreria bem.

Fechava os olhos e se concentrava, teria que parecer invisível dissipando seu chakra e logo o ocultado à presença de outro ninjas. "Mas como?" O garoto pensava e pensava, até que percebia que não deveria perder-se em pensamentos, pois isso lhe faria perder tempo, algo precioso nesta prova. Basicamente teria que fazer o que sempre faz, esconder-se, e ele era ótimo nisso. Os pensamento vinham e iam, Hayate esvaziava sua mente de uma forma que se submergia em seu interior e espírito, parecia um estado de paz e esquecimento. E após realizar isso com sua mente, a mesma relaxava todo o seu corpo, com a conexão mente-corpo, os sinais eram enviados desde seu cérebro para diminuir o fluxo de chakra nos pontos responsáveis, e dessa maneira, tentaria realizar o jutsu dado, dissipado seu chakra por um breve período de tempo.

Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Kasuga
Aldeão
Aldeão

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue160/160Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (160/160)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue180/180Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (180/180)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Sab Jul 07, 2018 2:55 pm
Costa ereta e peito estufado, cabeça erguida, mãos nas costas e pernas juntas. Onde eu fui me meter? Para piorar... Garoa. O sol já vai nascer e eu estou  aqui. Uma mulher forte e gostosa anuncia ser nossa instrutora, e começa a falar coisas sobre o passado. Um foi de cabelo que está caído em meu rosto atrapalha minha visão, olha que não enxergo tão bem.. odeio usar óculos. Assopro ele fazendo ele voltar para o lugar dele e volto a ouvir a moça. "Hm! Quem ela acha que é para me chamar de marica?!" inclino meu rosto para a esquerda e ergo minha sobrancelha direita. Queria colocar a mão na cintura, mas isso não vai dar.

"O que aconteceu? Por qual motivo apagaram as luzes? Ah... O jutsu que ela falou... Eu deveria ter pegado a fila para a sopa e não para a academia." uma dor no coração eu sinto. De novo não! Aquela criança assustada não vai sair do confins das minhas memorias. Respiro rapidamente e profundamente voltando ao controle.

Mantenho meus olhos abertos, mas ignoro tudo que eu estava vendo, que era a bunda de uma menina, ui! Sento no chão e com as pernas estendidas, mantendo a minha  coluna ereta e os meus braços repousando ao lado do meu corpo. Dobro o joelho direito em direção ao meu peito, fazendo com que a planta do pé direito esteja voltada para cima, apoiando-a sobre a dobra do quadril. Agora, dobro o joelho esquerdo para cruzar o tornozelo esquerdo sobre a panturrilha direita. A parte superior do pé esquerdo, da mesma forma, se mantem apoiada sobre a dobra do quadril e com sua planta virada para cima. Aproximo os joelhos o mais confortável  possível. Repouso as mãos em meus joelhos com as palmas voltadas para cima, unindo o polegar e o indicador de cada mão. Esticando os outros dedos, mantendo-os unidos (posição de Lótus).
Agora devo fazer aquele negocio... Suprimir meu chakra, mal sei soltar ele imagina dissipar! Admiro aqueles que o controlam cem por cento. Essa energia que cada um tem dentro de nossos corpos, acho que é azul, ou verde sei lá...  Como gosto de ler sei que ela é essencial para realização de qualquer jutsu dês dos básicos aos avançados e aqueles bem fodas! Presente em cada célula de nosso corpo, é moldado por uma mistura de energia, pelo que sei, a energia física. É claro o que devo fazer, mas como fazer ai fode.  Como ninguém ta me olhando por que ta escuro não ligo, sem muita pressão, apenas pelo curto tempo. Ouço o som da minha respiração, que era lenta, onde eu inalava o ar por minhas vias respiratórias e o liberava por minha boca...

Sentindo minha energia espiritual que fui por todo o meu corpo, tento suprimir seu fluxo, deixando ela "adormecida" em minha barriga forçando ela, como se segurasse a vontade de mijar ou cagar.




Dissipação de Chakra
Aula 1: Névoa Sangrenta Pb78rDs
Dificuldade: D
Efeito: Técnica de Ocultação de Chakra
Descrição: Suprimindo seu fluxo de Chakra, o usuário consegue dissipar sua produção natural de energia, a colocando num estado de hibernação por um breve período de tempo.
Mikoto
Aldeão
Aldeão

Status Ninja
Vida:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue240/240Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (240/240)
Chakra:
Aula 1: Névoa Sangrenta Left_bar_bleue240/240Aula 1: Névoa Sangrenta Empty_bar_bleue  (240/240)
Arsenal:
Ver perfil do usuário

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

em Dom Jul 15, 2018 8:34 pm
Estava andando pelas ruas da vila. Sem direção? Não! Na verdade sim, mas não também. -Pra onde eu vou mesmo?- Olhava para os lados, mas sem desespero. Eis que ao virar-me para uma construção avistava o que eu procurava... a Academia Ninja. -Ah, lembrei. -
Entrava no local, sem cerimonia.  Segundo informações obtidas por meios obscuros (escutando a conversa dos outros), obtenho a informação sobre em qual sala seria a aula.
-Será que esse é mesmo o melhor meio de ganhar dinheiro?- entrava na sala e ficava na quarta fila. O local estava um tanto que sem iluminação, exceto pela instrutora, sensei, ou sei lá o que ela era. Uma mulher... isso era fato -Será que ela casaria comigo? Seria bom ter alguém pra me sustentar-. Ela falava alto e em bom som, deve ser pra ninguém pegar no sono, mas isso não deixa de ser deselegante. Como era mesmo o nome dela? Só lembro que começava com "A" e terminava com "yako", mas acho que não precisarei do nome dela, ou precisarei? Bom, já passou. Depois de falar algumas coisa... que eu não prestei atenção, pois estava tentando lembrar seu nome, um quadro era iluminado atrás dela.
Olhava fixamente para ele, com varias escritas,  instruções... 'como ficar rico sem trabalhar', bem que poderia ser. Ops! Em um piscar de olhos as luzes se apagaram novamente e a A...Aya...Ako..A... bom, ela manda que nós façamos a técnica transcrita no quadro.
Observava os maricas ao meu lado, alguns pareciam querer chamar a atenção. -Hmm tem que fazer como numa dança?- outros, iam direto para a técnica, já fazendo a brincadeira de mãos, selos. Outros pareciam mergulhar em um mundo de teorias e filosofias.
Miko-chan chega de olhar o que os outros fazem ou deixam de fazer, e vamos fazer o que nos foi designado (sim, eu falo de mim na 3º pessoa, quem nunca?).
Vamos lá.... o que é mesmo para fazer? Ah, é verdade, utilizar o bagulho lá e esconder minha presença. Hmm, o que dizia no quadro? Não lembro muito. Mas, como um ex-ladrão, eu sei bem me esconder atrás do mato.
Respirava fundo, fazia o selo, fechava os olhos e deixava os outros sentidos trabalharem, controlava a respiração, deixando ela minima, os batimentos cardíacos diminuíam abundantemente, e por fim, tomava o controle do meu chakra, sentia-o percorrer todo o meu corpo, viajava junto com ele por todos os caminhos corporais, ao poucos ia diminuindo a velocidade e densidade do chakra, fazendo quase parar de circular, quase como um tornado sendo transformado em uma pequena brisa. Não aquelas brisas refrescantes, mas sim aquelas que você sabe que está lá, só porque ainda consegue respirar.
Conteúdo patrocinado

Aula 1: Névoa Sangrenta Empty Re: Aula 1: Névoa Sangrenta

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum